Conheça todos os detalhes do iPad Pro, preço e especificações.

Neste 9 de setembro de 2015 a Apple apresentou ao mundo o iPad Pro, um tablet de 12,9 polegadas que aponta a um público muito mais profissional do que doméstico, com capacidade de processamento compatível com a maioria dos computadores de mesa.

Antes de começar a mostrar as funcionalidades do iPad Pro, a Apple ressaltou durante a apresentação como o tablet desde 2010 havia transformado a forma de criar, estudar e trabalhar, dando grande ênfase em parcerias realizadas com empresas como IBM no âmbito profissional.

Logo após, Tim Cook mostrou rapidamente ao mundo o iPad Pro, segundo a empresa “The biggest news in iPad since iPad”, uma forma marketeira de dizer que esse é o melhor iPad de todos os tempos.

Não poderia ser diferente, a tecnologia deve avançar, mas é muito certo pois neste modelo a maçã quebrou muitos paradigmas e mostrou que na era pós-Jobs a Apple é uma empresa muito mais aberta, que compreende seus erros e os corrige rapidamente.

Com o iPad Pro a Apple mostra que acredita que o Microsoft Surface “tinha razão em tudo”, menos em utilizar um sistema operacional de computadores.

Vídeo oficial iPad Pro

https://www.youtube.com/watch?v=WlYC8gDvutc

iPad Pro, 12.9 polegadas e muito desempenho

O que mais chama a atenção já de início é sua enorme tela de 12.9 polegadas, ela soma mais de 5.6 milhões de pixels, que representam uma densidade maior que as telas do MacBook Pro Retina de 15 polegadas.

Um tablet poderoso e com uma belíssima tela para trabalhar, jogar, ler livros, rodar os milhões de aplicativos da App Store, editar vídeos e com certeza, ser explorado de novas formas com a chegada de novos aplicativos focados nessa capacidade de processamento.

Foi confirmado de forma não oficial que o iPad Pro possui 4GB de RAM, com um processador A9X, que oferece uma velocidade de processamento compatível com os computadores de mesa. Durante o evento a Apple indicou que o iPad Pro é mais rápido que 80% dos computadores PC vendidos em 2014, mostrando mais uma vez que a empresa está pensando neste modelo para o trabalho.

A tela do iPad Pro é a mais moderna do mercado, nem mesmo a empresa havia lançado um produto com melhor tela que esta, obviamente uma tela tão grande, com uma densidade de pixels tão alta há de consumir muita energia, e foi assim que surgiu um novo desafio para a Apple, que como sempre encontrou a solução e nos ofereceu um produto com as mesmas 10 horas de duração de bateria de sempre.

Maior contraste, luminosidade mais uniforme e excelente eficiência energética, essas são as chaves do LCD implementado no novo iPad Pro.

Para imaginar o tamanho dele, se você tiver um MacBook Pro de 13 polegadas, segure com ambas mãos a tampa, será mais ou menos assim que você terá um iPad Pro em mãos. Não podemos esquecer que o iPad Pro mede 6.9 milímetros de espessura, um pouco a mais que o modelo antecessor (iPad Air 2), mas com muito mais prestações em hardware.

Dados técnicos

Além das 12.9 polegadas, o iPad Pro trouxe muita novidade na questão de hardware, vamos recapitular algumas das novidades para que você possa compreender o quão avançado é este dispositivo.

  • Processador: A9X (1.8 vezes mais rápido que o iPad Air 2, 360 vezes mais potente que o iPad 1);
  • Memória RAM: 4GB;
  • Armazenamento: 32GB / 128GB;
  • Cores: Prata / Dourado / Cinza Espacial;
  • Bateria: 10 horas (dependendo do uso);
  • Áudio: 4 alto-falantes (3 vezes melhor potência de som que o iPad Air 2);
  • Câmera: 8 megapixels;
  • Câmera frontal: HD;

Não podemos deixar de dar alguns detalhes interessantes fornecidos pela Apple na questão do hardware, em comparativa, o iPad Pro é quase duas vezes mais rápido que o iPad Air 2, se comprarmos com o iPad 1 lançado em 2010, em capacidade gráfica o iPad Pro o supera em 360 vezes.

O iPad Pro é mais rápido que 80% dos computadores PC vendidos no ano passado, podemos compreender como ele é poderoso com a informação de que ele consegue editar até 3 vídeos em 4K ao mesmo tempo, quem trabalha com edição sabe que é necessário um baita computador para fazer isso.

Na questão da bateria foram mantidas as 10 horas, claro que essas horas vão durar dependendo do uso de cada usuário, como já é de costume.

O dispositivo virá com quatro alto-falantes de boa capacidade de áudio, que irão se adaptar de acordo com a posição do iPad Pro, oferecendo assim melhor qualidade de som.

Em questão de câmeras, um dispositivo tão grande não será focado em tirar fotos, mas oferece mesmo assim 8 megapixels na traseira e uma câmera FaceTime HD. O que vai importar aqui é a qualidade, sei muito bem que a câmera do iPad Air 2 não chega nem aos pés da câmera do iPhone, portanto, não é o foco do dispositivo, é um “extra” para que os usuários não coloquem um porém na hora da compra.

Acessórios

Aqui vem a parte de que a Microsoft tinha acertado em tudo no Surface, veja bem, na era Steve Jobs isso jamais aconteceria, mas Tim Cook sabe muito bem que é momento de agradar seus usuários.

Ao oferecer dois novos acessórios fabricados pela Apple, o iPad Pro estará à altura de qualquer outro dispositivo, possuindo as ferramentas necessárias para de uma vez por todas concretizar a chegada da era pós-PC.

Smart Keyboard:

Essa será uma capa como qualquer outra, porém, com teclado embutido. Já vimos isso em muitos acessórios de terceiros, como também no Surface da Microsoft.

Não é uma novidade, a novidade é que agora a maçã desenvolveu o seu, com seu estilo, seu design maravilhoso e pode ser que se torne ultra-popular pois ajuda muito no trabalho.

Um teclado completo, com teclas físicas facilitam a escrita, ele possui um tamanho padrão, sem bateria e alimentado graças à conexão com 3 pinos existentes no iPad Pro. Isso sim, aparentemente só funcionará com o iPad Pro deitado.

Ele não exigirá conectividade Bluetooth para funcionar, suportando então uma tarefa de digitação sem lags, graças ao conector especial. Ainda, possui grande funcionalidade de atalhos, graças às inovações trazidas com iOS 9, que potencializarão muito a produtividade neste aparelho.

Preço (EUA): U$169

Apple Pencil:

Embora Jobs sempre dissesse que não justificava utilizar uma Stylus, Tim Cook pensa diferente, usou e abusou de sua equipe para lançar uma caneta digital épica, que pelo que pude ver na apresentação se mostra como a melhor opção disponível no mercado.

Uma caneta de alta tecnologia, que interage com a tela com máxima precisão, desenvolvida em conjunto com o novo iPad Pro para oferecer grande qualidade, com sensores de inclinação, força e posição, simulando um produto real de acordo com o pincel escolhido no aplicativo.

Caso o ilustrador aperte mais forte, linhas mais grossas serão reproduzidas, mais suave, linhas mais finas de cor mais suave, enfim, ângulo, força e precisão são os pontos fortes desta caneta. Agora, some isso com a ponta do dedo para conseguir efeitos diversos nas ilustrações, uma verdadeira mesa digitalizadora profissional.

A Apple Pencil possui bateria recarregável com cabo lightning, que permite ser utilizada enquanto carrega, sensacional não?!

Preço (EUA): U$99

Produtividade épica

No palco subiram membros de empresas como Microsoft e Adobe para fazer pequenas demonstrações de seus aplicativos sendo rodados no iPad Pro.

A Microsoft mostrou um Office totalmente pensado neste dispositivo, tirando o maior proveito de todas as novas ferramentas, incluindo o Apple Pencil para realizar anotações e rabiscos. Com a integração do software, por exemplo, ao desenhar uma flecha o sistema transforma automaticamente em uma forma, facilitando o trabalho do utilizador.

A Adobe mostrou uma versão otimizada do Photoshop para o iPad Pro, perfeitamente compatível com o Apple Pencil, portanto, podemos imaginar que finalmente o tablet terá capacidade de edição fotográfica compatível com os computadores.

O que me intriga mesmo é saber como esses arquivos serão salvos, sei por experiência própria que salvar um JPG no iPad é uma tarefa bastante difícil, impossibilitando-me de trabalhar no tablet, pois os arquivos PNG ficam muito pesados para serem publicados na web, algo que inclusive é prejudicial aos “olhos do Google” fazendo que meus conteúdos deixem de ser rankeados pois o Google considera um erro o site ser “lento”.

Preço e disponibilidade

Abaixo conheceremos o preço e a disponibilidade do iPad Pro no Brasil, Portugal e Estados Unidos.

  • Preço (EUA): U$799 para o modelo 32 GB / U$949 para o modelo 128GB / U$1079 para o modelo 128GB LTE (único com conectividade móvel)
  • Preço (PT): €939 (32GB só Wi-Fi) / €1119 (128GB só Wi-Fi) / €1269 (128Gb Wi-Fi + 4G)
  • Preço (BR): R$7.299 (32GB só Wi-Fi) / R$8.599 (128GB só Wi-Fi) / R$9.699 (128GB Wi-Fi + 4G)

Disponível nos Estados Unidos e Portugal imediatamente, indisponível no Brasil.

Considerações Finais

Acredito que finalmente com a chegada do iPad Pro podemos levar a sério a famosa expressão “era Pós-PC”. Com todas as novidades em hardware que possibilitarão rodar vários aplicativos ao mesmo tempo, lado a lado, com processador capaz de realizar tarefas mais pesadas e rodar gráficos 3D de alto nível, o iPad Pro pode chegar para revolucionar o mercado dos tablets.

As novas funções de multitarefas do iOS 9, com um suporte melhorado do teclado virtual, com atalhos e um suporte melhorado também para teclados externos, faz com que a produtividade aumente exponencialmente no iPad Pro, dando uma impressão de que agora as coisas vão funcionar.

Acredito que para o trabalho até o dia de hoje um iPad não conseguiu suprir todas as necessidades, imaginem a situação do blogueiro que vos escreve, que não consegue salvar um JPG otimizado para a WEB. Esse é um recurso super simples, mas que a Apple ainda não decidiu consertar.

Vamos imaginando uma nova era, uma nova realidade, mas para isso a empresa precisará abrir a mente e melhorar muito seu sistema de arquivos. Temos por um lado um OS X perfeito, mas um iOS débil na questão do armazenamento e formatação de arquivos.

Acredito que estamos quase lá, potência não falta, agora será preciso esperar um iOS 10 com a grande novidade: pastas e explorador de arquivos, leia-se iOS Finder.

Vou comprar? Vai depender muito do meu bolso, mas quem tem disponibilidade fará com certeza uma excelente compra. Esse é o melhor iPad de todos os tempos, mas isso não é uma novidade, todos os anos a empresa melhora seu tablet.

Grande abraço, até já.

Comments

  1. Guilherme Primo

    Amanda…estamos na mesma situação….tenho tb um ipad2 que ficou meio lento com IOS 7 e estava esperando trocar ele pelo ipad air 3 que acabou não sendo lançado…Estou com muita dúvida em aguardar o lançamento do air 3….ou comprar ipad pro….ou até mesmo já estou namorando o Samsung Galaxy TAb S2 que deve sair agora em novembro que virá com um excelente hardware , sendo considerado por muitos já bem melhor que ipad air2…,

  2. Mercia

    Tenho o iPad Air 2 que me atende bem embora eu iria adorar se pudesse baixar arquivos de legendas quando estou viajando e tenho um episódio de um seriado, mas ainda sem legenda, o que, infelizmente, não é possível 🙁 . Como vc disse, André, iPad Pro está focado como ferramenta de trabalho para ilustradores, designers, editores o que não é o meu caso, então não pretendo comprar, mas valeu muito as dicas, como sempre!
    Um abração

    1. Post
      Author
  3. tiago

    olá
    possuo um i pad air de primeira geração (i pad air 1) de 64 GB, sendo usado para entrar em sites básicos (uol, blogs etc), e especialmente livros em vários formatos como pdf. Em síntese, o adquiri em 2013 e venho usando-o para leitura e marcaçāo dos textos (estudos). Vale a pena vendê-lo e investir no ipad pro ou no i pad air 2, apenas para estes fins que expus?

    1. Post
      Author
  4. Fernando Armando Bucelate

    Oi André
    Desculpa, agradeço que explique como proceder para trocar o ID Apple no iPad que está sendo usado por outra pessoa. Ou seja , eu usei o iPad para mim e contém a minha conta. Como faço para que o iPad não use mais a minha conta , mas use a conta da outra pessoa.

  5. Rose

    Boa tarde!
    Eu gostaria de saber se haveria a possibilidade de alguém trazer dos EUA pra mim? Pode trazer sem a caixa.Aqui no Brasil será impossível comprar!!!!

  6. Matheus Mury

    Olá amigos queria uma ajuda com meu ipad que não está sendo reconhecido pelo meu macbook.
    Toda vez que eu o plugo a bateria fica piscando e o macbook não o reconhece o q eu faço p resolver esse problema

    1. Post
      Author
    1. Post
      Author
  7. Fernando A. Dantas

    Desde o lançamento, 09/09/15, o Ipad Pro virou meu sonho de consumo! É um equipamento completo para todas minhas necessidades, e que substituiria facilmente o meu notebook. Essa parceria da Microsoft com a Apple com certeza irão fazer muitos que adquirirem o Ipad Pro, aposentarem seus Nets e/ou Notebooks. Essa parceria pode até ser um risco para a Microsoft, que está se firmando no mercado com o Surface Pro, mas é bom para nós, consumidores.

    A combinação perfeita para o Ipad Pro é o Smart Keyboard. É como eu estivesse fazendo um trabalho no meu notebook, na mesa e no momento de descansar, apenas retirar a tela e levar para o sofa ou para o quarto, e utilizá-lo como um Ipad convencional.

    Não sei se existe esse acessório para Ipad, porque não possuo um, mas seria excelente um adaptador USB, para poder utilizar no Ipad os dados guardados num HD externo. Se existir, o que acho que sim, seria outra combinação que daria muito certo. Imagina um Ipad de 32GB ou 128GB com mais um HD Externo de 500GB ou 1TB.

    O único problema é o preço. Pois também acredito que chegará em nosso mercado por volta dos 5 a 6 mil reais. Por isso comentei no inicio que é o meu sonho de consumo, sonhar faz bem, rs.

  8. Daniel Souto

    André,

    Se a Apple quiser isso com esse produto, será uma grande decepção para ela. Esse produto é bem diferente de um Surface. Um Surface é um computador propriamente dito. Esse iPad Pro é um tablet gigante com apenas um teclado, que por sinal parece ser bem incômodo por ser muito próximo à tela.

    Esse tablet só irá vender para pessoas que querem experimentar o produto e talvez para pessoas que trabalhem com artes gráficas.

    Podemos ainda fazer outra linha de raciocínio que mostra que o iPad Pro não é uma boa vantagem. Se formos comprar o iPad Pro com o teclado dará um preço bem próximo a um Mac de entrada e com o iPad pro você não terá nem um Mac e nem um tablet portátil. É melhor ficar com um Air ou anterior e comprar um Mac.

  9. Daniel Souto

    Não é uma boa compra.

    Tenho um iPad e praticamente tudo que faço é nele. Quase não uso mais computador( a não ser para umas tarefas bem específicas).

    A Apple é meio “devagar” para mudanças. Talvez seja pelo fato de “programar” as inovações para obter o máximo de dinheiro das pessoas, atualizando aos poucos, ou até mesmo por medo de errar.

    Esse iPad Pro, a meu ver, descreve exatamente o que disse no parágrafo acima. Eles fizeram exatamente o que o Jobs disse na época sobre os Netbooks: Aparelho “nem lá nem lô”. Não irá trazer funcionalidades para ser considerado um computador e é um tablet gigante que se tornará meio incômodo para algumas atividades. Adicionaram um teclado que deve ser meio incômodo para usar pois é muito próximo à tela.

    Resumindo: É um Surface Pro meia-boca e muito caro. Eu até tinha esperança que o iPad Pro seria o “surface” da Apple, mas vi que ainda não foi dessa vez.

  10. Amanda

    Olá, André.
    Tenho um iPad 2, porém com o lançamento do iPad pro, estou em dúvida entre comprar o iPad Air 2 e o Pro. O que você acha? Qual valeira a pena?

    Obs: creio que conheço o blog desde o seu começo. Parabéns pelo ipaddicas!

    Fique com Deus.

  11. Caio

    o modelo mas caro do iPad pro creio ter preço semelhante ao Mac menos caro se for incluir comprar iPad pro top mas acessórios canetas etc . Então fica uma questão se uma pessoa tiver na duvida em quais dos 2 quais as vantagens em cada o que deve ser levado em conta na decisão .

    1. Post
      Author
  12. Diego

    Posso estar sendo “conservador”…
    Pode ser uma excelente máquina, mas achei muito grande, um “trambolho” pra quem quer um tablet.

    Se a ideia é ser uma espécie de “notebook” mais portátil: pra isso já há opções melhores no mercado, como o próprio novo MacBook, sem essas limitações já apontadas do iOS.

    Pode ser que eu esteja errado, mas acho que esse iPadão vai ter vida curta…

    1. Post
      Author
      André Darugna

      Olá Diego, ele não aponta para um público geral mesmo, ele está focado como ferramenta de trabalho para ilustradores, designers, editores… A Apple manteve o iPad Air 2 e anunciou o iPad mini 4 para o público massivo.

  13. Fábio Lino

    Sobre a caneta para IPad achei muito boa mas não revolucionária. Uso a Bambôo Fineline é excelente para desenhos, anotações. Sobre o teclado do IPad Pro, o acessório, ele possui sistema igual do MacBook pelo que assisti. Acho que tentaram trazer a ideia do surface. É uma outra forma claro, mas o Surface sai na frente na questão de versatilidade. A limitação do iOS que entriga.
    Mas vejo que a Apple está disposta a mudar o cenário: veja que eles chamaram a Microsoft para mostrar a facilidade de utilizar o Office no iPad Pro. Isso é um marco na minha percepção.

  14. Anderson Lucas

    Li ontem que essa é a única caneta do mercado que funciona de maneira inclinada e isso facilita muito a vida da gente (eu que trabalho com design). Infelizmente tenho pena de quem mora no Brasil, pagar esse absurdo realmente é “broxante”. Agora, espero que o teclado da Apple não seja igual ao do Microsoft Surface. Aquele teclado é MUITO RUIM. Tive a experiência de digitar esses dias em um, e putz… Acredito que deva ser bem parecido com os novos MacBooks (sistema borboleta), esse sim é bom!

    Sobre o sistema de arquivos no iOS 9 já está bem bacana por causa do iCloud Drive. Os aplicativos já podem salvar diretamente nessa pasta que já é sincronizada com o Mac. Não sei se funciona no Windows, mas acredito que haja solução para isso.

    1. Post
      Author
      André Darugna

      Obrigado pelo comentário Anderson. Acredito ainda que um sistema de arquivos local, que permita organizar conteúdos por “projeto” ao invés de “aplicativo” vai facilitar a vida de muita gente. Aposto que um Finder do OS X no iOS melhoraria muito a experiência do usuário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *