[opinião] Galaxy Gear: será esse o futuro dos relógios inteligentes (iWatch)?

Depois de tantos anos de rumores sobre o iWatch, o possível relógio inteligente da Apple, a Samsung que é conhecida por imitar seus produtos resolveu dar o ponta-pé inicial, lançou no dia de ontem quase de forma anônima, sem gerar muito buzz na internet, o Galaxy Gear, seu primeiro smartwatch lançado no mercado.

O que significa isso para nós, usuários de produtos Apple? A maçã vai copiar a Samsung se lançar um relógio inteligente? Eu torço para isso não acontecer, pois se o conceito de smartwatch for exatamente o que foi apresentado pela Samsung, não vejo a mínima necessidade de comprar um.

Galaxy Gear: será um sucesso ou fracasso?

Quero esclarecer que sou um grande fã da marca Apple, mas nem por isso acredito que tudo o que a Samsung lança seja ruim, entendo que a coreana possui excelentes televisores, máquinas de lavar roupa, etc., na questão de eletrônicos os telefones possuem seu brilho, mas nada que me faça pensar que são melhores que nenhum iPhone. É uma opinião pessoal, respeito a de cada um.

Galaxy Gear, a nova aposta da Samsung: relógios inteligentes.
Galaxy Gear, a nova aposta da Samsung: relógios inteligentes.

Agora, voltando ao nosso assunto “relógios inteligentes”, a coreana decidiu se antecipar à Apple, talvez tenha decidido lançar no dia de ontem justamente na dúvida de se a Apple irá ou não lançar um iWatch este ano, ao menos ela terá o poder de dizer “nós fomos pioneiros”.

Peraí, pioneiros? Existem relógios inteligentes há anos, eles somente nunca fizeram sucesso, estou certo de que o Galaxy Gear não venderá muito, a não ser que a Apple lance um iWatch.

Como assim estarão se perguntando, não sei exatamente o motivo mas a Apple tem isso de conseguir criar novos mercados, veja bem, não estou dizendo que ela é a única inovadora, mas se voltarmos no tempo veremos que os produtos de maior sucesso da Apple não foram criados por ela, mas sim popularizados pela marca, definitivamente “tudo o que ela toca vira ouro”.

Vamos exemplificar:

  • iPod em 2002, deixou para trás rapidamente seus antecessores, popularizando definitivamente os MP3 Players, naquele momento a música digital não era muito difundida, a revolução que estava apenas começando impulsionada pelo Napster, teve como aliado o novo produto da Apple.
  • iPhone em 2007 revolucionou o que conhecemos como smartphone, mas ele não foi o primeiro telefone de tela táctil como muitos pensam;
  • iPad em 2010, o primeiro tablet de sucesso, seus concorrentes já tentavam emplacar um modelo de tablet no mercado desde a década de 80, incluindo a Microsoft com duas tentativas em 2000 e 2001;

Onde eu quero chegar, será que a Samsung fez bem em lançar seu relógio antes de tempo? Será que as pessoas irão compra-lo? Antes de dar uma resposta é melhor conhecer mais sobre o produto.

Especificações do Galaxy Gear:

O relógio inteligente da Samsung, chamado Galaxy Gear, conta com uma tela de 1.63 polegadas (na diagonal) SuperAMOLED com uma resolução de 320×320. Há somente um botão na lateral direita para desbloquear o aparelho, algo que já comentei antes no blog sobre o uso do iPod nano como um relógio, o que mais incomodou às pessoas que utilizavam o reprodutor de músicas no pulso era o fato da hora não ficar sempre visível.

Disponível em seis cores:

  • Preto (Jet Black);
  • Cinza (Mocha Gray);
  • Laranja (Wild Orange);
  • Bege (Oatmeal Beige);
  • Dourado (Rose Gold);
  • Verde limão (Lime Green);

A interface gráfica do Galaxy Gear é um pouco confusa, simples demais, e a forma de interagir é basicamente deslizando em todas as direções, tudo bem, estamos falando somente de design, mas se você observar o vídeo abaixo entenderá como funciona o Galaxy Gear e poderá julgar o que lhe parece:

Satisfeito? Bom, voltemos às especificações, temos algumas outras informações como a presença de uma câmera digital que tira fotos de 1,9 megapíxels e filma em HD (720p), interessante para quem queira brincar de James Bond tirando fotos sem que os outros percebam, além do mais as fotos sincronizam automaticamente com seu smartphone Galaxy.

Quase ia me esquecendo, o Galaxy Gear não tem vida própria, ele somente será útil para as pessoas que tiverem um smartphone da Samsung, possivelmente alguns modelos específicos.

Ainda, para completar a gama de multi-opções que pode surgir na cabeça de algum oriental, a Samsung teve a fantástica ideia de colocar alto-falantes e microfone em seu relógio, função de um autêntico MP15. Falar utilizando seu relógio de pulso será muito bacana, você parecerá um ator de Guerra nas Estrelas.

Galaxy Gear contará com câmera de 2 megapíxels para tirar fotos e filmar em HD.
Galaxy Gear contará com câmera de 2 megapíxels para tirar fotos e filmar em HD.
Brincadeiras à parte, que fique claro que eu brinco pois conversar com um relógio é realmente “brega”, voltemos ao que interessa.

Agora vem a parte interessante pois a Samsung oferecerá aplicativos para o relógio, alguns muito interessantes como por exemplo o RunKeeper para as pessoas que gostam de se exercitar, o Evernote para você não perder suas notas em momentos realmente importantes, entre outros.

Falando sobre a bateria, a Samsung anunciou que seu Galaxy Gear terá bateria com duração de 24 horas, ou seja, você terá de carregá-lo diariamente.

O que não gostei no Galaxy Gear?

Em síntese o conceito em si, mas é um conjunto de fatores, primeiramente seu tamanho, o aparelho a primeira vista não parece ser tão grande mas como é possível observar na foto a seguir ele é bastante maior do que o necessário e isso certamente atrapalhará o usuário, embora não seja um dispositivo pesado, o fato dele ser maior que o pulso o torna incômodo.

Galaxy Gear, o concorrente do iWatch é um pouco maior que o pulso.
Galaxy Gear, o concorrente do iWatch é um pouco maior que o pulso.

Além da questão estética, o aparelho não tem vida própria, ou seja, você precisará ter em seu bolso o tempo todo um smartphone Android da Samsung para poder utilizá-lo, para os amantes da marca isto pode não ser um empecilho, porém, penso que não preciso de um complemento para meu smartphone e acredito que o sucesso de um relógio inteligente será sua funcionalidade independente.

Acredito que possuir funções que complementam o celular é interessante e a Apple também deverá apostar nisso, porém, sinto que faltou algo, faltou uma justificativa além de ser uma tela externa, menor e grudada no pulso.

O ponto crucial é a falta de vida própria do smartwatch da Samsung, ele não oferece nada novo aos usuários, não é um produto que facilitará nem mudará a vida de ninguém, o produto não tem um charme, um apelo, é somente um atalho de 2 segundos para você não precisar tirar seu smartphone do bolso.

Será isso suficiente para fazê-lo um produto para as massas?

Ainda acredito que a Apple será a empresa que vai revolucionar este mercado, o produto lançado pela Samsung no dia de ontem (que fique claro não é uma opinião de fanboy, somente não vejo utilidade alguma nele) não será popular, não tem um apelo nem um objetivo. Parece que foi feito às pressas para finalmente ninguém mais dizer que a Samsung copiou a Apple.

Neste ponto, serei sincero, ela copiou um rumor criado pela mídia que diz que a Apple está trabalhando neste tipo de produto.

O que eu quero em um smartwatch se resume àquela velha frase de Steve Jobs:

“É algo complicado, é difícil desenhar produtos concentrando-se no público-alvo. Muitas vezes, as pessoas não sabem o que querem até que você mostre à elas.”

Agora é sua vez, deixe sua opinião!

  • Por favor, sem comentários Apple vs Samsung, o que proponho é dialogar sobre a real utilidade do produto lançado pela Samsung no dia de ontem.
  • É isso o que todos imaginamos em um smartwatch? Você compraria um?

Leia também:

Comentários: